UMA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA ESCOLA POR MEIO DE UMA ANÁLISE EM LIVROS DIDÁTICOS

Jéssica Ignácio de Souza, Cláudia Regina Flores

Resumo


Com a disseminação de documentos oficiais enfatizando a importância da matemática financeira na educação escolar, considera-se emergente a problematização das relações existentes e possíveis no seu irrompimento, a fim de historicizar a constituição desse saber. Objetiva-se, em um projeto de tese em andamento, analisar um conjunto de práticas sócio-culturais que possibilitaram a emergência da educação financeira no currículo da matemática escolar. Entretanto, apresenta-se neste artigo, uma análise em livros didáticos a fim de evidenciar as positividades deste conteúdo em outros momentos da história. O modo como se alinha a elaboração desta história é com as ferramentas teórico-metodológicas segundo Michel Foucault. A análise dos livros didáticos mostra que estes são lugares de inscrição de um tipo de educação financeira, em meados da década de 50 e 60, com abordagens diferenciadas para os anos iniciais e a formação de professores. Feito isto, e tomando-se os livros didáticos como lugar de inscrição de discursos educacionais, percebe-se a permanência de um conteúdo que atualmente apresenta-se de outro modo, com ênfase no consumo consciente, no sentido de educar para as tomadas de decisões financeiras.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de História da Educação Matemática