A PRESENÇA DAS TABUADAS EM PROGRAMAS DE ENSINO E EM LIVROS DIDÁTICOS DE ARITMÉTICA DA ESCOLA PRIMÁRIA – Início do século XX

André Francisco de Almeida, Neuza Bertoni Pinto

Resumo


São recentes estudos históricos que tratam da presença das tabuadas em programas de ensino e livros didáticos e como este dispositivo estava ligado às práticas de memorização que por longo tempo marcaram o ensino primário brasileiro. Com o objetivo de compreender como as tabuadas foram apropriadas em livros didáticos de Aritmética, nas primeiras décadas do século XX, o presente estudo realizado na perspectiva da história cultural (Chartier, 1990; Julia, 2001) e da história das disciplinas escolares (Chervel, 1990) analisa livros didáticos que tiveram ampla repercussão no período delimitado. As análises dos livros “Arithmetica Elementar (1919)”, de Georg Büchler e “Aritmética Elementar (1922)” de Antônio Trajano, apresentam registros de novos usos das tabuadas que em tempos de protagonismo do método intuitivo expressam contraponto com as práticas de memorização da tabuada de períodos anteriores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista de História da Educação Matemática