A COMPREENSÃO DO SND: UM DIFERENCIAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE MATEMÁTICA NA DÉCADA DE 1960

Elenir Terezinha Paluch Soares

Resumo


O presente artigo é resultante de investigação histórico-cultural, realizada durante doutoramento em educação, e busca dar visibilidade a uma característica da educação matemática presente em uma amostra representativa de manuais didáticos para o ensino primário editados na segunda metade da década de 1960, no Brasil. Utilizando livros didáticos como fontes de pesquisa, estudos sobre história das disciplinas escolares desenvolvidos por Andre Chervel (1990) e contribuições do pesquisador e educador húngaro Zoltan Paul Dienes (1967, 1970) para o processo de ensino e aprendizagem do Sistema de Numeração Decimal – SND, analisa-se o tratamento didático-metodológico dado a esse tema em uma amostra de manuais escolares publicados antes da década de 1960 e durante esta década. O estudo aponta para uma proposta pedagógica voltada à compreensão do valor posicional dos algarismos em números, como um diferencial na educação matemática ocorrido na década de 1960, em contrapartida ao conhecimento mecânico através de regras para ler e escrever números no SND, como é apresentado nos didáticos do período anterior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista de História da Educação Matemática