A GEOMETRIA NA FORMAÇÃO DE NORMALISTAS MINEIRAS EM TEMPOS DE ESCOLA NOVA: referências e práticas de Alda Lodi

Maria Cristina Araújo de Oliveira, Sílvia de Castro de Barros

Resumo


O artigo apresenta um estudo histórico sobre o ensino de Geometria para normalistas mineiras no período de disseminação e estabilização de propostas da escola nova em Minas Gerais, entre as décadas de 1920 e 1940. O estudo centra-se em referências e práticas da professora mineira Alda Lodi que teve importante papel na renovação da formação de professores primários a partir das ideias escolanovistas. Analisando a legislação que instituiu a reformulação do ensino primário e normal incorporando tais propostas de inovação e materiais do acervo da professora Alda Lodi, conclui-se o papel da Geometria como auxiliar para o estudo de conteúdos aritméticos, do sistema decimal, etc; numa abordagem sobretudo prática, distanciada do enfoque dedutivo. A utilização de problemas que exploravam objetos e situações cotidianas envolvendo conceitos geométricos era o ponto de partida para o estudo e o trabalho com outros conteúdos matemáticos. A Geometria ensinada às normalistas passava pelo estudo de objetos e circunstâncias que as rodeavam, que estavam presentes no ambiente, propondo-se situações simples e corriqueiras para serem resolvidas. A Geometria na perspectiva da prática docente da professora e de suas concepções era um suporte para o ensino de Aritmética.


Texto completo:

PDF

Referências


Barros, S. C. (2015). O ensino de Geometria na formação de professores primários em Minas Gerais entre as décadas de 1890 e 1940 – Dissertação de Mestrado, UFJF, Juiz de Fora.

Borges, Abílio César. (1882). Desenho linear de elementos de Geometria prática popular seguido de lições de agrimensura, stereometria e architectura- primeira parte 2ed. Bruxelas, Typografia e Lithografia E. guyot.

Duarte, A. R. S.; Oliveira, M. C. A.; Borges, R.A.S.; Lisboa, E. Q.; Fernandes, J. C. B.; Barros, S. C. (2014). Os saberes elementares da Matemática: um estudodas normativas para o ensino primário e normal de Minas Gerais- 1890 a 1970. In: David Antonio da Costa; Wagner Rodrigues Valente. (Org.). Saberes matemáticos no curso primário: o que, como e por que ensinar?. 1ed. São Paulo: Livraria da Física, v. 1, p. 63-97

Fonseca, N. M. L. (2010). Alda Lodi, entre Belo Horizonte e Nova Iorque: um estudo sobre formação e atuação docentes 1912-1932 – Dissertação de Mestrado, UFMG, Belo Horizonte.

Minas Gerais. Secretaria de Educação. Estado de Minas Gerais. Decreto n. 1479, de 21 de outubro de 1901- Disponível em https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/115910 Acesso em: 8 de jan. 2015.

Minas Gerais. Secretaria de Educação. Estado de Minas Gerais. Decreto n. 9.450, de 18 de fevereiro de 1930, MG. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/98959/browse Acesso em: 08 de ago. 2014.

Oliveira, M. C. A.; Fischer, M. C. ; Rios D F ; Siqueira Filho, M G ; Wielewski, G. D. ; Franca, I. S. ; Silva, M. R. I. S. ; Barros, S. C. ; Pezzin, A. C. ; Patrocinio, M. C. ; Mello, M. S. (2016). A Matemática na Formação de Normalistas. In: Neuza Bertoni Pinto; Wagner Rodrigues Valente. (Org.). Saberes elementares matemáticos em circulação no Brasil: dos documentos oficiais às revistas pedagógicas 1890 - 1970. 1ed. São Paulo: Livraria da Física, v. 1, p. 187-244.

Reis, D. A. F. (2014). História da formação de professores de Matemática do ensino primário em Minas Gerais: estudos a partir do acervo de Alda Lodi (1927 a 1950)- Tese de Doutorado, UFMG, Belo Horizonte.

Trinchão, G. M. C. (2007). O conhecimento em Desenho das Escolas Primárias Imperiais brasileiras: o livro de desenho de Abílio César Borges. Revista História da Educação, v. 11, n. 23. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/29274. Acesso em: 12 de mai. 2014

Valente, W. R. (2012). Tempos de império: a trajetória da geometria como um saber escolar para o curso primário. Revista Brasileira de História da Educação, v. 12, p. 73-94. Disponível em: http://www.rbhe.sbhe.org.br/index.php/rbhe/article/view/446/347 Acesso em: 05 de jun. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista de História da Educação Matemática