SINTÉTICO OU ANALÍTICO: como ensinar problemas de aritmética? (São Paulo, 1920)

  • ANDREIA FERNANDES DE SOUZA unifesp
Palavras-chave: Métodos de ensino, Problemas de aritmética, Revistas Pedagógicas

Resumo

Este texto tem como objetivo observar de que maneira os diferentes métodos, analítico e sintético permeavam as orientações de como os professores deveriam ensinar problemas aritméticos. Para tal feito utilizaremos os artigos das revistas pedagógicas paulistas da década de 1920 e um caderno de problemas de 1937. A fim de guiar nosso olhar utilizaremos como pressupostos teórico-metodológicos os conceitos advindos da História Cultural como representação e apropriação (Chartier, 2010) e cultura escolar (Julia, 2001). Observou-se que o método sintético e o analítico que estavam presentes nas discussões sobre melhor maneira de alfabetizar também estavam presentes nas orientações para o ensino de aritmética na escola primária e que os discursos eram utilizados como forma de legitimar o poder de determinado grupo. Ao analisar o caderno de problemas de 1937 verificamos que os problemas aritméticos são utilizados para ensinar um conteúdo escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Doria, S. (1923). Methodo no Ensino de Mathematica. Revista da Sociedade de Educação. São Paulo, n.1, v. 2, p. 160 -173, out.

Escobar, J. R. (1923). O ensino concreto da numeração. Revista da Sociedade de Educação. São Paulo, n.1, v. 2, p. 151 -159, out.

Escobar, J. R. (1924a). Planos de aula sobres Números. Revista da Sociedade de Educação. São Paulo, n. 5, v. 2, p. 191-211, abr.

Escobar, J. R. (1924b). Planos de aula sobres Números. Revista da Sociedade de Educação. São Paulo, n. 9, v. 3, p. 251-255, dez.

Escobar, J. R. (1927). Para entender as fracções: nossa orientação. Revista Educação. São Paulo, n. 1, v. 1, p. 40-53, out.

Ferraz, A. N. (1929). O ensino de problemas. Revista Educação. São Paulo, n 1e 2, v. VII, p. 122-131. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/115833>. Acesso em: 20 fev. 2017.

Lacava, A. G. (2017). Um estudo sobre diferentes abordagens da prova dos nove presentes em livros didáticos de aritmética (1890-1970). 159f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis/SC.

Mortatti, M. R. L. (2009). A “querela dos métodos” de alfabetização no Brasil: contribuições para metodizar o debate. Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa, São Paulo, v. 3, n. 5, p. 91-114.

Nery, A. C. B. (2009). A sociedade de Educação de São Paulo: Embates no campo educacional (1922-1931). São Paulo: Ed. Unesp.

Revista Da Sociedade De Educação. São Paulo, 1923-1924

Revista escolar. (1925). Arithmética no 1º anno. São Paulo, ano 1, n. 1, p. 12-16, jan.

Souza, E. A. (1926). Os problemas arithmeticos na aula primária. Revista Escolar. São Paulo, n 18, v. 2, jun.

Vieira, J. A. (1937). Caderno de Problemas – 3º ano. Sorocaba, SP, 1937.

Viñao, A. (2008). Os cadernos escolares como fonte histórica: aspectos metodológicos e historiográficos. IN: MIGNOT, Ana Chrystina Venancio (Org.). Cadernos à vista: escola, memória e cultura escrita. Rio de Janeiro: Eduerj.

Publicado
2017-06-06
Métricas
  • Visualizações do Artigo 242
  • PDF downloads: 74
Como Citar
SOUZA, A. (2017). SINTÉTICO OU ANALÍTICO: como ensinar problemas de aritmética? (São Paulo, 1920). Revista De História Da Educação Matemática, 3(1). Recuperado de http://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/141
Seção
Dossiê Cadernos Escolares de Matemática